Pergunte ao Doutor

Mapeamento Corporal e Dermatoscopia Digital

Mapeamento Corporal e Dermatoscopia Digital

Mapeamento Corporal e Dermatoscopia Digital

O câncer de pele é tipo mais freqüente entre todos os tipos de câncer diagnosticados no Brasil, podendo chegar a 30% do total de casos.  Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o numero de novos casos de câncer de pele não melanoma estimados para o Brasil foi de 175.760, sendo 80.850 homens e 94.910 mulheres no ano de 2016.

Existem diferentes subtipos de Câncer de pele, sendo grosseiramente classificados em “Não-Melanoma”, que abrange principalmente os Carcinomas (Basocelular e Espinocelular) e Melanoma, a forma mais agressiva, e felizmente, menos frequente.

Independente do subtipo, o diagnóstico precoce é a melhor forma de alcançar altos índices de cura e melhorar o prognóstico.

São pessoas de alto risco para Câncer de Pele indivíduos de pele branca e olhos claros, que tenham antecedentes de câncer de pele na família, que se queimam com facilidade e nunca se bronzeiam ou se bronzeiam com dificuldade. Cerca de 90% das lesões localizam-se nas áreas da pele que ficam expostas ao sol, o que mostra a importância da exposição solar para o surgimento do tumor. A exposição excessiva aos raios solares, mesmo durante o inverno, sem proteção, pode aumentar e muito a probabilidade de contrair essa doença.

No entanto, considerando a alta miscigenação no Brasil, observamos a existência de Câncer de pele com frequência em indivíduos que muitas vezes fogem dos padrões clássicos. Assim como no caso do Melanoma, que pode surgir mesmo em regiões não expostas a luz e em indivíduos de todas as idades.

 

O que é Dermatoscopia Digital?

A Dermatoscopia Digital é uma técnica que permite ao dermatologista um diagnóstico mais preciso das manchas ou pintas da pele, utilizando-se de câmera e microscópio com aumentos de 20 a 70 vezes.

Utilizando um aparelho chamado Fotofinder®, pode-se registrar, comparar e analisar de maneira mais precisa manchas ou pintas na pele. O equipamento FotoFinder® é um sistema desenvolvido em parceria com a Universidade de Tubigen – Alemanha, que permite ampliar as lesões cutâneas e registrá-las digitalmente, facilitando a análise, diagnóstico e laudos detalhados sobre cada problema.  Com base nestas informações, o dermatologista pode armazenar as imagens obtidas para compará-las nas próximas consultas, realizar o laudo dermatoscópico informatizado, bem como, fornecer ao paciente a conduta ideal que poderá ser tomada para cada lesão observada, evitando muitas intervenções cirúrgicas desnecessárias.

O FotoFinder®, que utiliza dermatoscopia digital para detectar potencial cancerígeno em manchas ou pintas, capta as imagens através de uma ponteira com microscópio e lentes especiais que geram imagens nas quais é possível observar as lesões de uma forma mais ampla e estruturalmente detalhadas. Após captada a imagem, o banco de dados mapeia a lesão, e o dermatologista pode fornecer informações precisas do diâmetro, estrutura, forma, intensidade de pigmentos  e classificar a pinta de acordo com o seu grau de risco. Todos os exames realizados ficam registrados, armazenados e documentados para serem comparados com exames posteriores, permitindo ao médico acompanhar a evolução das lesões suspeitas. Outra vantagem do FotoFinder® é que, com ele é possível realizar diagnóstico precoce, o que aumenta a chance de sucesso do tratamento.

Quem deve realizar o exame?

  • Pessoas com história pessoal ou familiar de Melanoma
  • Pessoas com múltiplos nevos (“pintas”)
  • História prévia de nevos atípicos ou displásicos (pintas irregulares, assimétricas)
  • Pintas em locais de difícil seguimento, por exemplos, indivíduos com pintas nas costas que moram sozinhos e portanto não conseguem avaliar mudanças.
  • Indivíduos que já sofreram diversas queimaduras solares
  • Pintas que parecem estar se modificando

Como devo me preparar para o exame?

Após agendado sua avaliação com o dermatologista, avalie seu corpo a procura de pintas. Caso possua pelos em grande quantidade, procure removê-los para facilitar o exame.

Você deve esperar um exame de corpo total, portanto, não utilize maquiagem, adereços e  esmaltes no dia do exame.

Serão realizadas fotos de corpo inteiro para identificar o local das pintas. 

Se desejar, traga roupa de banho para se sentir mais confortável (sungas ou bikinis).

Caso você apresente lesões em região genital, glúteos ou mamas, essas regiões também serão registradas fotograficamente sem o uso de roupas.

Após realizadas as fotografias iniciais, suas pintas serão numeradas e avaliadas uma a uma utilizando o aparelho Fotofinder.

A duração do exame pode variar dependendo do número de lesões.

Assim que registradas, você já pode se vestir e retornar normalmente às suas atividades,

O médico dermatologista irá então registrar as imagens no sistema e confeccionar um laudo contendo suas fotos e descrições relevantes. O mesmo estará disponível para retirar no prazo médio de uma semana.

 É importante lembrar que, como todo exame, a análise pode ser sujeita a falhas, e portanto, a única forma inteiramente confiável de fornecer um diagnóstico de câncer de pele é através da retirada da lesão e análise da histologia por médico patologista experiente. No entanto, com o recurso do mapeamento corporal podemos optar por abordagens mais conservadoras e retirar somente as lesões com alta suspeição e risco de câncer, bem como acompanhar as lesões de baixo risco.

Após realizar o primeiro mapeamento, dependendo do perfil das lesões, o indivíduo será orientado a retornar para novo acompanhamento em 3, 6 ou 12 meses, conforme a avaliação do dermatologista. É essencial realizar o seguimento, já que é dessa forma que o aparelho poderá auxiliar no diagnóstico precoce do câncer de pele.

Agende uma consulta com Dermatologista em Curitiba: 41 3022-4242

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Tratamentos Relacionados